Guarulhos

sábado, 31 de dezembro de 2011

Programa de humor da Espanha faz piada com Neymar

O programa humorístico Crackòvia, da Catalunha, descobriu a causa do baixo desempenho de Neymar na partida que terminou 4 a 0 para o Barcelona, na final do Mundial de Clubes. De acordo com um esquete criado pelo show, o atacante foi hipnotizado pelo zagueiro Puyol antes da partida, o que facilitou bastante a partida para o Barça.

Quando o ator que interpreta o craque santista aparece em cena pela primeira vez, Neymar é apresentado como "jogador do Santos, disputado por Real Madrid e Barcelona e, depois de ontem (dia seguinte ao Mundial), só o querem para virá-lo de ponta cabeça e usá-lo como vassoura". Após serem hipnotizados, o time santista anda devagar e distraído, perguntando "meu Deus, meu Deus, onde está a bola?".

Neymar só volta ao normal dançando o hit "Aí, se eu te pego", de Michel Teló, no final da partida, quando Fábregas sem querer diz as palavras-chave para que o jogador saia do transe. Mas já era tarde demais, e a partida já estava 4 a 0.


Assista o humorístico espanhol fazendo piada com o Santos:
video



Overrem estreia no UFC e nocauteia Brock Lesnar

Logo no início da luta Overrem vai pra cima de Brock Lesnar (FOTO: Getty  Images)
O estreante Alistair Overrem vence Brock Lesnar por nocaute no UFC 141 na madrugada deste sábado e tem a chance de enfrentar o campeão dos pesos pesados Júnior Cigano que em novembro derrotou o mexicano Cain Velasquez e conquistou o cinturão da categoria. Nos últimos anos o ex-campeão Lesnar vinha sofrendo por problemas de saúde, teve diverticulite, e assim prometeu a família que em caso de derrota se aposentaria, cumpriu a promessa.

Overrem que fazia sua estreia no maior evento de MMA do mundo foi surpreendido logo no início da luta. Tomou um soco de raspão que abriu seu supercílio direito. Mesmo com o ferimento no rosto o holandês foi pra cima de Lesnar e aplicou uma sequência de sete joelhadas no seu oponente. Após um chute no estômago, o americano caiu no chão sentido dores, Overrem aproveitou e aplicou uma sequência de socos até a interrupção do árbitro brasileiro Mario Yamasaki e venceu a luta por nocaute técnico.

Alistair Overrem cumpriu a promessa de que o confronto acabaria no 1º ou 2º round e Lesnar disse na entrevista pós-luta que aquela foi a última vez que os fãs das artes marciais mistas o viram no octógono.

Resultados UFC 141 - Card principal:

Alistair Overeem (HOL) venceu Brock Lesnar (EUA) por TKO aos 02:26 do 1º round;
Nate Diaz (EUA) venceu Donald Cerrone (EUA) na decisão unânime;
Johny Hendricks (EUA) nocauteou Jon Fitch (EUA) aos 0s12 do 1º round;
Alexander Gustafsson (SUE) nocauteou Vladimir Matyushenko (BLR) aos 02:13 do 1º round;
Jimy Hettes (EUA) derrotou Nam Phan (EUA) na decisão unânime;

Card preliminar: 

Ross Pearson (ING) venceu Junior Assunção (BRA) na decisão unânime;
Danny Castillo (EUA) venceu Anthony Njokuani (NIG) na decisão dividida;
Dong Hyun Kim (COR) venceu Sean Pierson (CAN) na decisão unânime;
Jacob Volkmann (EUA) venceu Efrain Escudero (MEX) na decisão unânime;
Diego Nunes (BRA) venceu Manny Gamburyan (ARM) na decisão unânime. 


Neymar é eleito "Rei da América"

Craque Neymar foi escolhido como "Melhor Jogador da América 2011" (FOTO: Ari Ferreira)
Além de melhor jogador do Brasil, Neymar, na manhã deste sábado foi eleito como melhor jogador da América pelo diário "El País" do Uruguai. A escolha foi feita por 247 jornalistas de 19 países dos continentes americanos. O atacante do Santos recebeu 130 votos, superando o recorde de 109 votos do argentino Véron, que em 2009 também faturou este prêmio. Eduardo Vargas, estrela do Universidad do Chile ficou em 2º lugar com 60 votos a menos do que o brasileiro. E o meia P H Ganso ficou com a 3º colocação após receber 33 votos dos jornalistas.

Mais quatro jogadores brasileiros entraram para a lista dos 20 melhores da América, são eles: Dedé com 15 votos, Elano com  14 votos e completando a lista Danilo e Ronaldinho Gaúcho com 12 votos cada um.

Além de Neymar, outros brasileiros já faturaram este prêmio concedido pelo jornal Uruguai.  Romário em 2000, Cafú em 1994, Raí em 1992 e Bebeto em 1989.

Neste ano, junto com o Santos, Neymar foi Campeão Paulista e Campeão da Taça Libertadores da América, além do vice-campeonato Mundial de Clubes da FIFA. Foi o destaque do Sul-Americano Sub 20 e o principal nome da seleção brasileira.

O craque santista entrou na disputa dos Melhores do Mundo, já ganhou como 3º melhor do Mundial de Clubes da FIFA, melhor da América e ainda concorre a mais dois prêmios: o Prêmio Puskás da FIFA de gol mais bonito da temporada e a briga para estar na seleção ideal da temporada do prêmio FIFA/FIFPro (Federação Profissional dos Jogadores de Futebol Profissional).

Os jornalistas também montaram uma Seleção das Américas. Herrera (Universidad de Chile), Reasco (LDU), Marcos González (Universidad de Chile), Schiavi e Clemente Rodríguez (Boca Juniors); Arévalo Rios (Tijuana), Paulo Henrique Ganso (Santos) e Riquelme (Boca Juniors); Neymar (Santos), Hernán Barcos (LDU) e Eduardo Vargas (Universidad de Chile).

Confira a lista dos melhores jogadores da América, eleitos pelo Jornal "El País":

1º Neymar - Santos
2º Vargas - Universidad de Chile
3º Ganso - Santos
4º Arévalo - Tijuana-MEX
5º Schiavi - Boca Juniors
6º Reasco - LDU-EQU
7º C.Rodríguez - Boca Juniors
8º Herrera - Universidad de Chile
9º Riquelme - Boca Juniors
10º Barcos - LDU-EQU





quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Time de Futsal do Santos deve acabar em 2012

O astro Falcão nega sair do Santos sem receber a multa rescisória (FOTO: AE)

O presidente do Santos, Luis Alvaro Ribeiro, montou uma forte equipe de futsal em 2011 afim de gerar lucros para o clube. Mas o que parecia ser um bom negócio virou um problema para os cofres do time. A empresa que patrocinava o time de futsal desfez o vínculo com o clube praiano na metade do ano e assim o time santista teve que arcar sozinho com todas as despesas do futebol de salão que gira em torno de R$ 400 mil por mês.

Sem patrocinadores, o clube acha inviável manter a modalidade em 2012 e até o fim desta semana deve anunciar oficialmente o fim da equipe.

Em um ano de vida o futebol de salão do Santos com suas estrelas foi campeão do principal campeonato de futsal do Brasil, a Liga Futsal, e conseguiu um feito histórico para o futsal paulista. Foi o primeiro time de São Paulo a conquistar esse título.

O time do Santos já dispensou sete jogadores e o único empecilho para que o presidente acabe com a equipe é o craque Falcão que tem contrato com o peixe até o fim do próximo ano e não aceita deixar o clube sem receber a multa rescisória


Daniel Alves e Marcelo entram para a seleção do ano

Daniel Alves e Marcelos são os únicos brasileiros que entraram na lista (FOTO: Divulgação)
Na última segunda-feira foi divulgada uma lista pelo jornal francês L'equipe dos melhores jogadores do ano de 2011. Entram para esta lista os brasileiros Daniel Alves, lateral-direito do Barcelona e Marcelo, lateral-esquerdo do Real Madrid.

O campeão do mundo, Barcelona, é responsável por mais da metade desta lista composta por 11 jogadores. Além do lateral brasileiro Daniel Alves, entram para a lista o melhor jogador do mundo Messi, o zagueiro Piqué, e o meio-campo é dominado pelos catalães com Busquets, Xavi e Iniesta.

Os jogadores Xavi, Messi e Cristiano Ronaldo, ainda concorrem ao prêmio da FIFA de melhor jogador do mundo em 2011, os atletas do Barcelona estão um passo a frente do português, pois conquistaram o Mundial em cima do Santos.

Melhores jogadores de 2011:
Goleiro
Neuer (Bayern Munique)

Laterais
Daniel Alves - direita (Barcelona)
Marcelo - esquerda (Real Madrid)

Zagueiros
Piqué (Barcelona)
Vidic (Manchester United)

Meio-Campo
Busquets (Barcelona)
Xavi (Barcelona)
Iniesta (Barcelona)

Atacantes
Messi (Barcelona)
Cristiano Ronaldo (Real Madrid)
David Silva (Manchester City)



domingo, 18 de dezembro de 2011

Barcelona atropela o Santos e se confirma como o melhor time do mundo

Capitão Puyol ergue a taça e comemora a conquista do Mundial de Clubes 2011 (FOTO: Divulgação)
Foi Fácil! Um pouco mais do esperado aconteceu. Barcelona se consagra como melhor time do planeta e passa com um rolo compressor em cima da equipe do Santos. O alvinegro praiano fez tudo o que não devia fazer contra o poderoso Barcelona. Não marcou a saída de bola dos espanhóis, deu grandes espaços aos jogadores, deixando a bola ser tocada facilmente e apenas assistiu uma grande vitória por 4 a 0 do clube catalão.

Desde que o Santos foi campeão da libertadores, todos já sabiam que o confronto no Mundial seria contra o Barcelona. E todos já sabia também que seria muito difícil de ganhar do melhor time disparado da Europa. Os mais otimistas comentaristas de futebol, jogadores e torcedores ainda acreditavam no TRI do Santos e no brilho de Neymar, mas não passou disso, do otimismo.

O jogo começou, nos dois primeiros minutos, o Santos até ensaiou uma marcação sobre pressão no campo do Barcelona, mas só nos dois primeiros minutos. Barcelona começou a tocar a bola, sem pressa e aos 16 minutos abre o placar. Xavi recebe uma bola difícil, faz belo domínio, toca para Messi, Durval falha e deixa a bola passar, o craque domina e dá um toque genial por cima do goleiro santista.

Nesse momento o Barcelona já detinha 76% de posse de bola.

O Santos não se encontrava na partida, deixava o Barça jogar e tocar a bola muito fácil. Nenhum jogador do Santos ainda tinha encostado o pé na bola. Apenas Rafael, que buscou a bola no fundo das redes. E mais uma vez teve esse trabalho, pela direita, Daniel Alves recebe a bola, toca para o meio da área, a zaga do Santos falha novamente, Xavi entra como um centro-avante e amplia o placar.

O time espanhol continua com muita movimentação dentro do campo do Santos e chega ao ataque com muito facilidade.

Aos 30 minutos de partida, Danilo que entrou jogando no meio de campo, sentiu dores na perna e Muricy coloca Elano em seu lugar. Não mudou nada o jeito de jogar dos dois times, já que o Santos nem tinha jogado ainda.

E faltando um minuto para o fim do primeiro tempo, o time azul grená finaliza a partida. O craque Messi recebe a bola dentro da área, dá um lindo toque de calcanhar para Dani Alves, o lateral toca cruzado para Fabregas que só empurra a bola para o gol.

O primeiro tempo acabou, o jogo já estava liquidado, Santos já não tinha mais forças para jogar futebol, a bola não chegava ao ataque e passava muito fácil pela zaga santista. O Barça dava um show. 

Na volta do segundo tempo o time catalão só administrou a partida. O Barça continuava com a bola nos pés, tocando e se movimentando rapidamente, pressionando a saída de bola santista, isolando Neymar no ataque e criaano inúmeras chances de gol.

Só aos 11 minutos do segundo tempo, Ganso toca para Neymar, o craque santista fica cara-a-cara com Victor Valdés mas chuta rasteiro e fraco e o goleiro espanhol não tem dificuldades para fazer a defesa.

Agora o time do Barcelona apenas toca a bola e para de forçar o jogo. O time santista se arrasta em campo, Muricy não tem alternativas no banco de reservas, mesmo assim, saca Borges e coloca Alan Kardec que assim como os outros 10 jogadores em campo não entrou no jogo.

Mesmo tirando o pé, ainda teve tempo do Barcelona fazer mais um. Daniel Alves que abandou a lateral durante todo o segundo tempo chuta bola na trave, a bola sobra para ele mesmo, toca para o genial Messi que adianta a bola, dribla Rafael e marca mais um golaço.

No duelo mais esperado do jogo entre Neymar e Messi o argentino venceu e venceu bonito. Enquanto o camisa 10 do Barcelona fez dois lindos gols, driblou, arrancou e deu um belo passe de calcanhar para o terceiro gol, o brasileiro mau tocou na bola e quando teve a chance foi facilmente desarmado.

Apesar da derrota, os quarto mil torcedores santistas que estavam assistindo o jogo no japão gritavam a cantavam todo o tempo pelo time.

Não teve jeito, mesmo se tivesse mais um dia inteiro de jogo, o Barça continuaria jogando da mesma forma. Se confirmou justamente como melhor time do mundo e deu uma aula de futebol. Barcelona é o grande campeão, o melhor time de todos os tempos.





sábado, 17 de dezembro de 2011

Barça precisa ganhar do Santos para não virar freguês dos times brasileiros

Raí e Adriano Gabiru decidiram as partidas contra o Barça (FOTOS: sãopaulofc.net/Shizuo Kambayashi)
Não há dúvidas que o jogo de amanhã entre Barcelona e Santos pelo Mundial de Clubes será um partidaço. Há de se prever que será um jogo bastante movimento, tático coletivamente e recheado de estrelas individuais. Mas outra questão que entrará em campo certamente será o pensamento dos jogadores catalães entalados com as equipes brasileiras. Porque, em duas finais de Mundiais disputadas contra times brasileiros, o Barcelona perdeu todas.

Tudo começou em 1992 quando o poderoso Barcelona encarou o desconhecido São Paulo e perdeu de 2 a 1, em jogo onde o craque Raí entrou de vez para a história do SPFC. Neste Barcelona de 92, Pepe Guardiola, hoje técnico do Barcelona, vestia a camisa 5 do time espanhol e fez alerta para a partida que acontecerá amanhã. "O Santos é uma equipe que vem ganhando muitos títulos no Brasil e que me lembra um pouco o São Paulo de 92, em termos físicos e técnicos. Uma equipe muito forte - afirmou o treinador, durante entrevista realizada hoje, no hotel onde a equipe está hospedada.

Hoje se completa cinco anos da outra final em que o Barcelona perdeu para um time brasileiro. Nessa época a equipe do catalã, comandada por Ronaldinho Gaúcho, vinha em ascensão e era o grande favorito ao título. O time da vez era o Internacional, que tinha como promessa o jovem de 19 anos Alexandre Pato. E mais uma vez os espanhóis foram derrotados. E quem decidiu está partida foi o meio-campo Adriano Gabiru, odiado pela torcida colorada e hoje está jogando no Corinthians - PR. 

Sem dúvidas, o time do Barcelona de hoje é muito melhor do que os outros dois que disputaram o Mundial contra os brasileiros. A equipe adversária da vez é o Santos, do badalado Neymar, e se mais uma vez o Barça perder, com certeza virará freguês do Brasil em Mundial de Clubes. 




sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

O São Paulo Futebol Clube completa hoje 76 anos de glórias e conquistas


Parabéns ao SPFC pelo seu dia, o Dia Tricolor (FOTO : Arquivo Histórico SPFC)

Hoje é o dia do aniversário do São Paulo Futebol Clube, dia de se relembrar seus gloriosos títulos e seus momentos inesquecíveis. Dia em que 17 milhões de torcedores se orgulham em comemorar uma data tão especial de um dos maiores clubes de futebol do mundo, um dia especial para o futebol. O Dia tricolor.

“Aos 16 dias do mês de dezembro de 1935, nessa cidade de São Paulo, às 20 horas, numa das salas do prédio 9-A, da Rua XI de Agosto, perante grande número de pessoas interessadas, que atenderam a um convite feito por intermédio da imprensa pela diretoria do Grêmio Tricolor, realizou-se a assembléia que teve por fim fundar o São Paulo FC. Na qualidade de um dos seus diretores do Grêmio Tricolor, presente à reunião, o Sr. Tenente José Porfírio da Paz, depois de expor os motivos da convocação da assembléia, pediu que indicassem um dos presentes àquela reunião, para dirigir os trabalhos. Por unanimidade foi indicado o nome do Sr. Tenente Porfírio da Paz que, assumindo a presidência da mesa, escolheu para seus secretários os Srs. Éolo Campos e Francisco Pereira Carneiro.
Depois de agradecer a sua indicação, o Sr. Presidente deu conhecimento da ordem dos trabalhos que obedeceu à seguinte ordem do dia: a) leitura, discussão dos estatutos; b) eleição da diretoria; c) admissão de sócios como fundadores; d) isenção de jóias; e) convocação da nova assembléia para eleição do Conselho Deliberativo e Fiscal; f) registro dos estatutos.
                                                  — Ata da reunião da refundação do clube

Time em seu primeiro jogo após a refundação do clube 
Para o torcedor do São Paulo essa comemoração é um tanto quando duvidosa por ser um clube que passou por muitas dificuldades e obstáculos para chegar às glórias (ver “Como nasceu o São Paulo”, “Fundação e Refundação” e “Coerência sobre 1930 ou 1935″).
Visando acabar com essa discussão, o então vereador Aurélio Miguel colocou em pauta, em 2005, a aprovação do projeto de lei n.º 648. E em 18 de outubro de 2006 foi sancionada na cidade de São Paulo a lei n.º 14 229 de 11 de outubro do mesmo ano que diz que todo dia 16 de dezembro será comemorado o “Dia Tricolor” homenageando, dessa maneira, a data de refundação do clube. Essa data integra o Calendário Oficial de Datas e Eventos do Município de São Paulo.

Em 76 anos de vida, o tricolor paulista obteve inúmeras conquistas, aqui, será relacionado as mais importantes para a história do clube.

Mundial Interclubes: 1992, 1993, 2005.
Taça Libertadores da América: 1992, 1993, 2005.
Supercopa Sulamericana: 1993.
Recopa Sulamericana: 1993, 1994.
Taça Conmebol: 1994.
Supercopa Master da Conmebol: 1996.
Campeonato Brasileiro: 1977, 1986, 1991, 2006, 2007, 2008.
Torneio Rio-São Paulo: 2001.
Campeonato Paulista:  1943, 1945, 1946, 1948, 1949, 1953, 1957, 1970, 1971, 1975, 1980, 1981, 1985, 1987, 1989, 1991, 1992, 1998, 2000, Supercampeonato 2002, 2005

Título considerado como mais importante da história do SPFC (FOTO: Universo Tricolor)
         E foi após essas conquistas que o SPFC passou a ser um dos times mais vitoriosos e conhecidos do mundo.
                                      
         Parabéns pelos 76 anos de vida, tricolor. Dentre os grandes, és o primeiro!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Barcelona goleia Al Sadd e enfrenta o Santos na final


Após falha de Saqr, Adriano faz o primeiro gol (FOTO: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O time catalão fez seu primeiro jogo pelo Mundial de Clubes da FIFA 2011 nesta manhã e não encontrou dificuldades para bater o Al Saad, do Qatar, aplicando uma goleada de 4 a 0 com três gols de brasileiros, dois de Adriano e um de Maxwell, em partida válida pela semi-final da competição.
Nos primeiros 15 minutos de partida o time espanhol já detinha 70% da posse de bola. Os catarianos não agüentaram a pressão e via-se que eles não tinham intimidade nenhuma com a bola nos pés. O zagueiro Koni e o goleiro Saqr entregaram de mão beijada o primeiro gol ao Barcelona. Após o cruzamento de Pedro pela esquerda, o zagueiro recuou para o arqueiro dentro da pequena área e ele não sabia se pegava a bola com as mãos ou se chutava. Não fez nenhum dos dois, e o lateral brasileiro Adriano se antecipou a jogada e empurrou a bola para o gol.
O Barcelona dominava totalmente o jogo e aos 33 minutos fez mais um gol com o atacante David Villa, mas esse estava irregular e o juiz anulou corretamente. Dois minutos depois, o atacante disputa Vila disputa a bola com o defensor Koni, chuta para o gol, cai de mau jeito e no mesmo instante sente a perna esquerda. Minutos depois o Barcelona confirmou que o jogador fraturou a tíbia da perna esquerda. Não jogará a final.
Aos 43 minutos, em mais uma falha da defesa catariana, o lateral Adriano, aparece mais uma vez. Após receber a bola do meia Thiago Alcântara, bate cruzado com a perna esquerda e amplia o placar.
Na volta para o 2º tempo o time do técnico Jorge Fossati já não tinha mais forças. Barcelona continuou com seu domínio no jogo e após bela assistência de Messi, que atuou no meio-campo, Keita faz o terceiro gol da partida. E para fechar o placar, os brasileiros novamente entram em ação, Thiago deixa Maxwell na cara do gol que só escora a bola, decretando a fácil vitória para os espanhóis.
O que todos estavam esperando aconteceu, Santos e Barcelona avançam a grande final do Mundial de Clubes da FIFA e se enfrentam em duelo que está previsto para acontecer desde Julho, quando o time brasileiro venceu a Taça Libertadores da América.
O jogo será disputado no estádio de Yokhama, palco onde foi a final da Copa do Mundo de 2002 quando a seleção brasileira venceu a Alemanha por 2 a 0, domingo (18/12) às 08h30 (horário de Brasília).

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Santos vence e se classifica para a final do Mundial de Clubes da FIFA


Neymar marca golaço e Santos vai à final do torneio

Na manhã desta quarta-feira, às 08h30 (horário de Brasília), o Santos enfrentou o time japonês Kashiwa Reysol pela semi-final do Mundial Interclubes e mesmo com o nervosismo tomando conta dos jogadores santistas, o time sai com a vitória e avança à final do torneio.
O jogo aconteceu no Estádio Toyota. Nos 10 primeiros minutos de partida o time brasileiro estava ansioso e por conta disso errou muitos passes. O time do Kashiwa, por ter uma defesa fraca, logo no início da partida se complica e vê a estrela santista acertar a bola na trave.
O Santos começava a se soltar, perder a afobação e acertar os passes. Aos 19 minutos, o camisa 10 PH Ganso vê Neymar livre na entrada da área, passa a bola e o atacante com uma jogada de gênio, corta para a esquerda se livrando de Otani com um drible seco e coloca a bola no ângulo superior direito do goleiro japonês. Santos abre o placar.
Aos 24 minutos, Borges recebe bola do zagueiro improvisado na lateral-esquerda, Durval, faz um bom domínio e de fora da área, limpa dois marcadores e acerta um belo chute.
O time alvinegro alivia a tensão na 1º etapa e só espera o tempo passar.
O time volta para o 2º tempo sem nenhuma alteração. O Kashiwa Reysol não se intimida com a diferença do placar, marca bem o time do Santos, vai para cima e em cobrança de escanteio do ex-são paulino Jorge Wagner, Henrique sobe mal para o cabeceio e o lateral-direito Sakai escora a bola para o fundo das redes.
Com o meia Elano apagado em campo, Muricy o troca pelo atacante Alan Kardec e o peixe volta a ficar com mais posse de bola. Em troca de passes, o lateral-direito Danilo é derrubado perto da área adversária, ele mesmo cobra a falta e com muita precisão, tira a bola da barreira e amplia o placar para o Santos.
Com o terceiro gol sofrido, o time do técnico brasileiro Nelsinho Baptista não teve outra opção a não ser se mandar para o ataque. Pressionou os santistas, acertou bola na trave e por diversas vezes teve a chance do gol. O Santos contou com a sorte e não levou mais gols.
Agora o time de Neymar e companhia espera o confronto que acontecerá amanhã às 08h30 (horário de Brasília) entre Barcelona e Al Sadd, do Qatar para a decisão de qual será o melhor time do mundo.

Destaques do jogo: P.H. Ganso, Neymar e Danilo

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Há 19 anos, o São Paulo conquista o mundo pela primeira vez


Raí marca dois gols e comanda o SPFC no Mundial  (FOTO:  saopaulofc.net)

No dia 17 de dezembro de 1992, o São Paulo Futebol Clube entra para a história do futebol brasileiro ao ganhar o seu primeiro título mundial. E hoje, 19 anos depois o torcedor são paulino relembra essa conquista com muita emoção.

Naquela época, o Mundial Interclubes era disputado apenas por duas equipes. O campeão europeu e o campeão da América.

O São Paulo, seis meses antes tinha conquistado a América e então enfrentaria o poderoso Barcelona no Mundial.

O holandês Johan Cruyff comandava o esquadrão do Barcelona que tinha nomes como Pepe Guardiola, Bakero, M. Laudrup e Stoichkov.

E o até então desconhecido São Paulo comandado por Telê Santana tinha como principais jogadores, Raí, Toninho Cerezo, Cafú, Palhinha e Müller.

O Barcelona entrou em campo com o favoritismo em mãos, não tomou conhecimento do clube brasileiro e logo aos 12 minutos de partida o búlgaro Stoichkov surpreendeu o goleiro Zetti com um belo chute de fora da área.

Mas o São Paulo não se intimidou e aos 27 minutos, o atacante Müller faz bela jogada pela esquerda e cruza para Raí que se antecipa ao zagueiro espanhol e de barriga deixa tudo igual.

O jogo estava equilibrado e com chances de gol para as duas equipes. Na 2º etapa, aos 34 minutos, Palhinha sofre uma falta na entrada da área do Barcelona. Em jogada ensaiada o camisa 10 tricolor rola para Cafu que só para a bola e assisti o meia colocá-la no ângulo superior direito do goleiro Zubizarreta. Raí fazia um gol histórico e que ficará eternamente gravado na memória dos torcedores do São Paulo.

De mero desconhecido, a equipe de Telê Santana passava a ser conhecida por todo mundo e o São Paulo então, conquistaria sua primeira estrela vermelha.

video
2º gol, de falta, do camisa 10 decretando a vitória para o tricolor


terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Um balanço do Brasileirão

O Campeonato Brasileiro 2011 acabou. E este foi marcado por ser um dos mais disputados desde 2003, quando se iniciou a era pontos corridos. Não por méritos, mas sim por incompetência dos clubes que estavam disputando a ponta da tabela. Pois até nos jogos de líderes contra lanternas não se sabia quem iria sair com a vitória. Clubes como, Corinthians, Flamengo, Botafogo e São Paulo oscilaram muito perdendo pontos para times pequenos e viram seus rivais encostarem. Mas o time que teve mais equilíbrio e se manteve por mais rodadas em 1º lugar, mereceu o título e foi campeão. Na parte de baixo da tabela sem muitas surpresas. América, Avaí e Ceará e Atlético - PR mesmo tirando pontos importantes de clubes grandes não agüentaram a pressão e foram rebaixados. 

  LIBERTADORES

O pentacampeão Sport Club Corinthians Paulista começou o campeonato arrasador. Nos dez primeiros jogos disputados, empatou o primeiro e ganhou os outros nove. E graças a essa grande arrancada no início da competição o time conseguiu se manter entre o primeiros colocados, obteve equilíbrio no campeonato e sagrou-se campeão brasileiro pela 5º vez. 

O Vasco da Gama, segundo colocado. Foi regular na competição. Durante a Copa do Brasil e o campeonato brasileiro o técnico Ricardo Gomes sofreu de um acidente vascular cerebral. Cristovão Borges assumiu o comando da equipe. O time ganhou forças e motivação, foi campeão da Copa do Brasil e embalou no campeonato brasileiro encostando no Corinthians, brigou até a última rodada pelo campeonato mas terminou como vice-campeão.
Fluminense, do vice-artilheiro Fred. Se existisse apenas o 2º turno neste campeonato, o Fluminense seria bicampeão brasileiro, pois foi o melhor time da 2º parte do campeonato. Iniciou a competição entre vitórias e derrotas. Na virada do 1º turno estava na parte do meio da tabela. Fred resolveu voltar a jogar futebol, fazer seus gols, teve uma boa sequência na equipe e liderou o time no 2º turno, levando o Fluminense à Taça libertadores da América e ao 3º lugar na competição. 


O Flamengo foi o time que mais vezes brigou com o Corinthians pela 1º colocação, mas apenas na primeira rodada esteve em 1º lugar quando aplicou uma goleada de 4x0 sobre o Avaí. Foi o segundo time que mais empatou no campeonato, só perdendo para o Palmeiras. Teve uma boa sequência de vitórias da metade ao fim do 1º turno. Mas o desempenho da equipe baixou no 2º turno ficando entre a 6º e a 4º colocação até a última rodada, classificando-se para a Libertadores.
A última vaga da Libertadores ficou o Internacional, um dos times mais cotados para ganhar o título. Ficou na parte do meio da tabela durante todo o campeonato. Das 4 últimas rodadas ganhou 3, inclusive o clássico contra o rival Grêmio e conseguiu a última vaga na Libertadores por apenas um ponto de diferença.  

SUL-AMERICANA

O São Paulo com o Bonde dos Moleques Zicas (nome dado ao bonde dos garotos do São Paulo) ganhou os cinco primeiros jogos do brasileirão com um time formado apenas por jovens e foi líder por quatro rodadas. Após a goleada tomada pelo arquirrival Corinthians, o time desandou na tabela, perdeu a liderança para o rival, se manteve entre a 2º e 3º colocação durante todo o 1º turno. Mesmo com a turbulência na equipe e as excessivas trocas de técnicos, brigou pelo título até a 35º rodada quando perdeu para o Atlético –PR. Afastou-se do lideres na competição. Perdeu as forças. Caiu de posição na tabela e não conseguiu se classificar para Libertadores.


Do 7º colocado Figueirense até o 14º Bahia, tivemos algumas surpresas. Figueirense e Coritiba, mesmo sem estrutura brigaram pela classificação na Libertadores até a última rodada. Destaque para o Figueirense do técnico Jorginho que organizou a equipe e o time teve o seu melhor desempenho na história dos campeonatos brasileiros.


E uma das maiores surpresas ficou por conta do times mineiros, principalmente o Cruzeiro que foi campeão mineiro, foi o melhor time da primeira fase da taça libertadores e era um dos time cotados para brigar pelo título nacional. Foi ruim no campeonato e brigou a maior parte da competição para na cair para a segunda divisão. Livrou-se na última rodada quando aplicou uma goleada no seu rival Atlético –MG. Outro que brigou para não cair. Ambos não se classificaram para a Sul-Americana.




REBAIXADOS


Nas 38 rodadas do campeonato, o Atlético – PR não conseguiu sair nenhuma vez da zona de rebaixamento. Assim, não escapou, brigou até a última rodada para não cair, mas não teve jeito.


Um pouco melhor que o time paranaense na tabela durante o campeonato o Ceará também não encontrou forças para ficar na série A e voltou para a segunda divisão.

No seu primeiro ano na divisão de elite do brasileirão o América - MG não surpreendeu ninguém. Tirou pontos de times que estavam disputando o título, mas por 22 rodadas esteve na lanterna do campeonato e terminou na 19º colocação, caindo para a série B.

Outro time cotado para cair para a segundona foi o Avaí. E o previsto aconteceu. O time catarinense assim como o Atlético – PR não saiu nenhuma vez da zona de rebaixamento e depois de três anos disputando a série A, novamente volta a disputar a 2º divisão em 2012.

Esse foi o Campeonato Brasileiro de 2011. Cheio de emoções na últimas rodadas e sem muitas surpresas. Ganhou o time mais equilibrado e caiu os quatro times menos estruturados.
No próximo ano, voltam para a elite do Brasileirão, Portuguesa, Naútico, Ponte Preta e Sport.