Guarulhos

domingo, 15 de janeiro de 2012

Brasileiros dominam a segunda edição do UFC Rio

Belfort aplicou um mata-leão em Johnson e finalizou a luta (Foto: Divulgação)
Eles representaram, e muito, o Brasil no octógono da Arena HSBC pela segunda edição do UFC Rio. Edson Barboza, Erick Silva (desclassificado), Toquinho, Vitor Belfort e José Aldo dominaram seus adversários no UFC 142 e encheram de orgulho todos os brasileiros que acompanharam as lutas do início ao fim.

Com um dos nocautes mais espetaculares de todas as edições do UFC, Edson Barboza derrubou o inglês Terry Etim que caiu desacordado, na abertura do Card Principal. O término da luta aconteceu no terceiro round, aos 2m02s. A torcida que lotou a Arena da Barra foi a delírio quando o brasileiro deu um chute rodado na cabeça do inglês que na mesma hora perdeu os sentidos e caiu desacordado. É a 10º vitória da carreira do brasileiro que segue invicto no MMA.

Na segunda luta do Card Principal, o aluno de Anderson Silva, Erick Silva, nocauteou o compatriota Carlo Prater com apenas 29s do primeiro round mas foi desclassificado, pois, segundo o arbitro, Erick praticou golpes ilegais.

Pela terceira luta do Card, o mineiro Rousimar Toquinho fizalizou o americano Mike Massenzio com apenas 1m03s do primeiro round e conquistou mais uma vitória pra o Brasil. Após trocar socos com Massenzio, Toquinho soube aproveitar o momento e aplicou uma chave de calcanhar pra cima do seu adversário. Foi a 14º vitória do mineiro em 17 lutas.

Em uma das lutas mais esperadas da noite entre Vitor Belfort e Anthony Johnson, deu Brasil mais uma vez. No co-evento principal do UFC 142, Belfort finalizou o americano aos 4m49s do primeiro round. A luta começou muito rápida e com os dois lutadores partindo um pra cima do outro. O brasileiro foi levado ao chão, mas o americano na sequência levantou. Johnson aplicou uma violenta cotovelada em Belfort que inchou na hora. Belfort montou em cima do americano e esperou o momento certo de finalizar a luta, quando conseguiu aplicar um mata-leão e foi o vencedor.

Na principal luta da noite, pela disputa do cinturão, na categoria pesos-pena. O manauara José Aldo aplicou uma espetacular joelhada no rosto do americano Chad Mendes e manteve o cinturão da categoria. Após o término da luta, José Aldo, eufórico, correu para a torcida e foi ovacionado pelo público presente na Arena da Barra. Foi a 21º vitória na carreira do brasileiro. Ele está invicto a 14 lutas.

Confira o card completo do UFC Rio:
Card principal:

José Aldo (BRA) venceu Chad Mendes (EUA);
Vitor Belfort (BRA) venceu Anthony Johnson (EUA) por finalização no 1º round;
Rousimar Toquinho (BRA) venceu Mike Massenzio (EUA) por finalização no 1º round;
Erick Silva (BRA) venceu Carlo Prater (BRA) com um nocaute no 1º round;
Edson Barboza (BRA) venceu Terry Etim (ING) com um nocaute no 3º round;

Card preliminar:

Thiago Tavares (BRA) venceu Sam Stout (CAN) na decisão dos juízes;
Gabriel Napão (BRA) venceu Ednaldo Lula (BRA) por finalização no 1º round;
Yuri Marajó (BRA) venceu Michihiro Omigawa (JAP) na decisão dos juízes;
Mike Pyle (EUA) venceu Ricardo Funch (BRA) por nocaute no 1º round;
Felipe Sertanejo (BRA) venceu Antonio Carvalho (CAN) na decisão dos juízes;







sábado, 14 de janeiro de 2012

José Aldo e Belfort puxam o Card Principal do UFC 142

Pelo card principal José Aldo enfrenta Chad Mendes e Vitor Belfort  encara  Anthony Johnson
Hoje é o grande dia. Logo mais, às 22h, começa a segunda edição do UFC Rio. Mais uma vez o evento será realizado no HSBC Arena e os brasileiros que vão puxar o card principal são José Aldo, que faz a disputa do cinturão contra o americano Chad Mendes pela categoria pesos-pena. E Vitor Belfort que terá pela frente o americano Anthony Johnson, pela categoria pesos-médio.

A principal luta da noite será a do manuara José Aldo contra Chad Mendes. Ambos estreiam como protogonistas de um card no UFC. Além do seu estilo agressivo, Aldo tem muita resistência e mostrou que pode lutar os 25 minutos no mesmo ritmo, assim como fez quando derrotou Mark Hominick e Kennyn Florian pela disputa do cinturão. Já Chad Mendes nunca perdeu uma luta na sua carreira e diz que chegou a sua hora de deter o cinturão.

A penúltima luta da noite ficar por conta do conhecido Vitor Belfort contra Anthony Johnson. Belfort se consagrou após ser o lutador mais jovem a ser campeão de um torneio do UFC. Tem os punhos forte e é muito ágil. Já o seu lutador é um monstro e lutará hoje com 7 quilos a mais do que o permitido pela categoria.

Além destas lutas, outras três farão parte do card principal e mais cinco pelas preliminares. O card será transmitido pelo Canal Combate, e a Rede Globo transmitirá as duas últimas lutas com narração de Galvão Bueno e comentários Anderson Silva.



quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Mais um ídolo do futebol brasileiro se despede dos gramados


Com a camisa 12, Marcos fez defesas milagrosas pelo Palmeiras (Foto: Divulgação) 

Marcos Roberto Silveira Reis, mais conhecido como São Marcos, por praticar defesas milagrosas, decidiu pendurar as luvas. Não podia deixar de comentar desse craque (debaixo das traves) aqui no Futebol e um pouco mais.

Sem dúvida nenhuma, um dos melhores goleiros que eu vi jogar, Marcão, se despede do futebol com a cabeça erguida e satisfeito com sua era no Palmeiras.

Permaneceu por 20 anos na Sociedade Esportiva Palmeiras e assim demonstra um exemplo raro de amor a camisa que veste.

Nessas duas décadas defendendo o Alvi Verde, Marcos conquistou dois Campeonatos Brasileiros em 1993 e 1994. E em 1999 entrou de vez para a história do Palmeiras e para o cenário do futebol mundial. Foi destaque no time do Palmeiras campeão da Copa Libertadores da América.

Idolatrado pela torcida, o goleiro Marcos queria mais títulos. Levou o time até a final da Libertadores de 2000, quando na semi-final derrotou o arquirrival Corinthians, defendendo o pênalti do ídolo corintiano na época, Marcelinho Carioca.

Conhecido no Brasil inteiro, em 2002, Marcos foi até o Japão junto com a Seleção Brasileira disputar a Copa do Mundo. Titular da Seleção e vestindo a camisa 1, o goleiro palmeirense fez grandes defesas durante o campeonato, especialmente na decisão contra a Alemanha. Levou apenas três gols em oito jogos e foi pentacampeão do mundo.

A vida não é feita apenas de glórias. Marcos vivenciou a pior crise da história do Palmeiras, quando, em 2003, o time foi rebaixado para a série B. E ainda, teve sérias contusões que contribuíram para o fim da sua carreira, sobretudo o pulso direito.

São Marcos, o maior ídolo atual do Palmeiras, será eternamente lembrado, não só pelos torcedores do Palmeiras, mas por todos aqueles que amam o futebol e acompanharam sua vitoriosa carreira futebolística. Vai deixar saudades dos gramados e fora deles, certamente, acompanhará seu clube do coração.

Parabéns, São Marcos!
Pela sua rara e bonita carreira dentro do futebol.

video

Torcedores prestigiaram o Flamenguinho em sua estreia


Torcida compareceu em peso para assistir a vitória do corvo (Fotos: Rômulo Magalhães)

Cerca de 2000 torcedores, segundo a Polícia Militar, compareceram no Estádio Municipal Antônio Soares de Oliveira, na tarde de ontem, para acompanhar a vitória do Flamengo de Guarulhos em cima da Ponte Preta na sua estreia pela Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Dentre esses torcedores, um em especial, estava ansioso para o início da partida e estava com muita confiança para a vitória do Corvo. ““Eu frequento esse estádio aqui a mais de dez anos. Minhas expectativas são as melhores, mas o problema é a Ponte que é um time do interior, mas é organizado, estão mais preparados e sempre chegam. Com essa reformulação com jogadores do Corinthians emprestados, espero que o Flamengo passe pelo menos da primeira fase, porque a gente sempre perde no início. Mas sempre estou aqui, perdendo ou ganhando”, comenta Celso da Silva, 63 anos, integrante da Torcida Talibã Velha Guarda.

Torcedores de todas as organizadas do Flamengo não paravam de chegar, e os que já estavam dentro do estádio cantavam e gritavam pelo nome do time a todo instante. Diretor da Torcida Comando, a maior organizada do time, Eduardo Gomes mora na Vila Maria e mesmo com a distância entre as duas cidades não deixa de prestigiar o time do coração em todos os lugares e condições que o clube está. “Eu amo o Flamengo, pra mim é o meu primeiro time, bem na frente desses times considerados grandes. Não tem São Paulo, não tem Corinthians, não tem nada. Flamengo em primeiro lugar”, comenta o Diretor que demonstra o seu amor pelo time em uma tatuagem do escudo do clube em seu braço direito.

Tumulto e confusão na entrada dos torcedores ao estádio

O jogo que estava previsto para começar as 14h, começou um pouco atrasado, e os torcedores só foram liberados para entrar no estádio às 14h40, na metade do segundo tempo.

Segundo a Polícia Militar houve um desencontro de informações e os policiais chegaram ao local atrasados. “Não foi autorizado a abertura dos portões por falta de policiamento. Por que não podemos deixar nenhum torcedor entrar se não tiver PM’s  para apoiar, devido a torcedores que podem entrar com objetos, facas, armas. Então temos que fazer a revista pessoal pra não deixar torcedores entrar com esses objetos e estar colocando em risco a segurança dos outros torcedores. Não sabíamos nem a quantidade de público que viria ao estádio. Veio até mais do que o esperado”, comenta o Policial Militar que estava a serviço no local, esclarecendo a desorganização.

Alguns torcedores ficaram revoltados com a desordem, começaram a reclamar, chutar os portões de entrada e houve até explosões  de bomba no estacionamento do estádio. “Vai fazer 1 hora que estou aqui nessa fila enorme, debaixo do sol quente. Tem pessoas que estão chegando agora, já estão indo lá pra frente e ainda conseguem entrar. É muita desorganização, se eu soubesse que seria assim teria ficado em casa assistindo pela TV”, comenta Cléber Laerte, 32 anos, que saiu da sua casa na Vila Tijuco e foi até o Jardim Tranquilidade assistir o jogo.

Flamenguinho estreia com vitória na Copa SP

A macaca ensaiou um pressão no final, mas não conseguiu empatar a partida (Foto: Rômulo Magalhães)
O Flamengo de Guarulhos estreou com vitória na Copa São Paulo de Futebol Júnior nesta quarta-feira, 4, diante da Ponte Preta no Estádio Municipal Antônio Soares de Oliveira. O time que tem junção com o Corinthians e tem todos os jogadores emprestados pelo timão surpreendeu a todos e venceu o jogo por 2 a 1 com gols dos jogadores de meio-campo Ademar e Michel. 

O jogo começou bem equilibrado com chances de gol para os dois lados. Mas logo aos dez minutos Ademar abre o placar para o time da casa. A Ponte Preta não se intimidou, teve paciência e ainda no primeiro tempo empatou com Valdemir.

O técnico do Flamenguinho, José Augusto, modificou a maneira de da sua equipe jogar e o time voltou mais ofensivo para o segundo tempo. A Ponte Preta, visitante, ficou esperando o Flamenguinho atacar e conseguiu boas chances enfiando bolas nas costas dos zagueiros do Flamengo e nos contra-ataques rápidos.

O jogo permaneceu empatado até os 42 minutos do segundo tempo, quando em uma bola alçada para área de um escanteio o corvo amplia o placar com Michel e garante a vitória para time guarulhense.

A rodada do grupo X terminou com o Flamengo em primeiro lugar ao lado do Figueirense que venceu o Nacional (AM) por 1 a 0, também em Guarulhos. O próximo jogo do Flamenguinho será domingo, às 14h, contra o Nacional (AM). A Ponte Preta enfrenta o Figueirense, às 16h.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Flamengo de Guarulhos representa a cidade na Copinha

Flamenguinho estreia contra Ponte Preta nesta quarta (FOTO: José Luiz/Divulgação)
Como amante de futebol e bom guarulhense, não podia deixar de acompanhar os jogos do time que representa a cidade na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Flamengo de Guarulhos.

Em parceira com o Sport Club Corinthians Paulista, o time do Flamenguinho é formado por jogadores da categoria de base do timão, que não tiveram oportunidade na equipe. Os dois times treinam no Parque São Jorge mas cada equipe conta com treinador diferente.

O Flamengo segue em preparação intensiva para obter o primeiro título da competição na sua história e o intuito da comissão técnica é apresentar um estilo de jogo de muita posse de bola e qualidade técnica.

No grupo do Flamenguinho estão: Figueirense (SC), Nacional (AM) e Ponte Preta (SP). Todos os confrontos do grupo serão realizados no Estádio Municipal Antonio Soares de Oliveira, casa do Flamengo. 

O Rubro Negro de Guarulhos estreia na Copinha nesta quarta-feira, 4, às 14h contra a Ponte Preta.